• Marina

A mágica constante que há em nós



O texto abaixo é um trecho extraído do livro "Sorria para o Medo" de Chögyam Trungpa, um renomado mestre budista Tibetano. Li esta manhã e quis compartilhá-lo por aqui.



"A expressão da bondade fundamental, é um princípio conhecido em tibetano como Ashe (pronunciado a-shay). "A" significa "primeiro" ou "primordial". "She" significa "sopro" e também "força vital". Assim, Ashe é o sopro ou força vital primordial. Também pode significar "poder" ou "fonte de poder". Esse poder não é dado por agentes externos. É um poder que existe naturalmente. O fogo tem um poder em si mesmo. O vento tem um poder em si mesmo. A terra tem um poder em si mesma. O espaço tem um poder em si mesmo. Esse poder não tem começo nem fim, e existe em você, individualmente, inseparável da bondade fundamental.

(...)

"O princípio de Ashe reside em seu coração, seja você covarde ou corajoso. É sinônimo da bondade fundamental, e é uma manifestação da bondade fundamental. Está em nosso corpo, em nosso coração, em nosso cérebro, em nossas veias, em nosso sangue, em nossa carne. Todos nós possuímos o princípio Ashe, o sentido de mágica constante que há em nós. A única coisa que precisamos fazer é reconhecê-la.

(...)

"Muitas vezes falamos de verdade nua e crua, dos fatos crus da vida. O princípio Ashe são os fatos crus e a verdade nua e crua que não podem ser alterados. Não há nada de místico nele. Se você quiser apreendê-lo, é simples, aberto e intangível, mas está bem ali. Não é algo visto como uma experiência mística e fantasiosa. Ashe está em você; está no cosmos. É universal. É Aquilo. Surge na forma de uma lâmina que corta preocupações e conceitos dualistas de todos os tipos. No todo, esse princípio de bondade fundamental é o não-ego, nada que leve a conflitos, mas bem afiado e soberbamente imóvel e firme. É a não-existência monumental. É a essência da união do céu e da terra."



Estas palavras me emocionam pelo fato de apontarem a magia absoluta que existe em nós e em nossas vidas, e que não é condicionada a circunstâncias de nenhum tipo; apenas é. Sinto que se todos tivéssemos a chance de ouvir a respeito da existência desta magia, e, além disso, a curiosidade para procurar reconhecê-la de verdade, exatamente onde estamos (e não apenas onde costuma-se acreditar que a magia existe, na fantasia ou nos contos de fada) teríamos a chance de enxergar tudo com olhos completamente diferentes.

Você já sentiu esta magia?

atelier terrarosa © 2020