atelier terrarosa

blog

Sobre confiança

 
new_england_1

O texto abaixo é uma transcrição bem livre (com pequenas modificações para facilitar o entendimento) de uma fala do Lama Padma Samten, durante um ensinamento dado recentemente em São Paulo.

"Eu acho que o processo mais rápido de andar é simplesmente ir andando. Se a gente resolve fazer planejamento, a gente se atrapalha. Porque o mundo tem seu próprio movimento. Basta a purificação da nossa motivação, da gente manter a nossa motivação purificada e aspirar verdadeiramente trazer benefícios aos seres, que a gente vai vendo as oportunidades; a gente não precisa criar um planejamento. Planejamento é um caminho pra dar problema. Porque nós sempre temos obstáculos e situações que precisam ser vistas cotidianamente, isso é o que vai permitir o andar. Por exemplo, os rios não são retos; o vento não vem sempre na mesma direção. Os rios são todos tortuosos, e não só eles manifestam aquilo, mas se tu for fotografando a região ao longo do tempo, os meandros vão surgindo de outro modo. [...]

Essa é a realidade das coisas, elas vão mudando o tempo todo. A gente precisa ter essa disponibilidade. A gente não consegue ter um continuo em uma certa direção. Mas não tem importância; porque isso é a atuação dos bodisatvas: a capacidade criativa junto com a motivação elevada.

E tudo vai fluindo.

Então esse é um ponto interessante, porque, por exemplo, na perspectiva humana, convencional, a gente precisa de uma pirâmide: tem que ter um centro em cima, controlando tudo. Mas se a gente entender esse processo da motivação, entender a capacidade criativa, é muito mais fácil; nós operamos com a mente coletiva. E com certeza muitas mentes criativas são melhores do que uma mente criativa e um monte de mentes obedecendo aquilo... não vai dar certo. [...]

Se tivesse que ter um controle, seria afetivo. 

Ou seja, aquilo que é enrijecido, com uma motivação equivocada, mais dia menos dia vai dar problema, não progride. E assim nós temos os ciclos de problemas. Ainda que aquilo não se extinga totalmente, aquilo é derrubado. Aí começa a crescer de novo, é derrubado de novo, não passa de um ponto. Mas se nós conseguimos impulsionar a inteligência de amorosa, então nós vamos tecendo boas coisas, e essas boas coisas vão se ampliando, pelo menos por um tempo."

Video completo desse ensinamento aqui.

Foto: tirada perto da Fazenda Sugarbush, em Woodstock, Vermont (EUA)